Financiamento Imobiliario

A casa própria é sua prioridade? Realize seu sonho e construa seu patrimônio!

A compra de um imóvel é sempre um passo importantíssimo na vida de qualquer pessoa. É aquele sonho em ter a casa própria, que nasce da necessidade de estabilidade e segurança, talvez porque você quer construir uma família, porque quer aumentar a família, quer morar sozinho ou simplesmente para economizar com as despesas de aluguel. Afinal, você paga o financiamento, mas está “pagando o que é seu”, não é mesmo? Destinar o dinheiro utilizado em um aluguel para a compra de um imóvel, no pagamento da prestação mensal, é uma boa opção, pois há muitas ofertas em que o valor da parcela é equivalente ao aluguel.

A casa própria é prioridade no orçamento doméstico dos brasileiros, fato comprovado pelo Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo, que registra apenas 1,4% de inadimplência nesse setor.

Existe hoje um grande número de produtos de financiamento imobiliário oferecido pelos bancos ou construtoras, que poderão atender as suas necessidades. O Banco do Brasil, por exemplo, pretende aumentar a concessão de crédito para financiamento imobiliário em 2012.  Em 2011 o banco registrou um aumento de 125% em relação a 2010, nesse setor. Os recursos destinados a 2012 podem passar de R$ 12 bilhões.

Os estudos mostram que o Brasil tem um déficit de 8 milhões de famílias sem casa própria. Segundo informações do SECOVI (Sindicato do Setor Imobiliário) – SP, a turbulência econômica na Europa, apesar da sua dimensão, não deverá afetar o ritmo de crescimento do mercado imobiliário brasileiro em 2012. A grande oferta de crédito, que deverá ser 20% superior ao registrado em 2011, além do déficit de habitações, continuará mantendo o crescimento do setor de construção civil. Os recursos que estarão disponíveis, inclusive pelo Governo Federal, serão suficientes para financiar mais de 1,5 milhão de habitações, o que atenderá à demanda anual.

Quanto aos preços dos imóveis, a tendência para 2012 é de estabilização. A alta dos últimos meses foi de recuperação de valor. O principal componente do preço, atualmente e para o futuro, é o preço dos terrenos, que nas grandes e médias cidades estão se tornando escassos, empurrando as construções para a periferia ou cidades vizinhas.

As condições atuais de financiamento oferecidas são convidativas, as construtoras chegam a vender 90% de um edifício novo em curto espaço de tempo. Entretanto, um apartamento ou casa é um bem que será utilizado por muito tempo, no mínimo de 15 a 20 anos, sendo muito importante analisar vários fatores antes da compra.

Se você está interessado em comprar um imóvel deve seguir alguns passos para evitar qualquer problema na realização do negócio.

  • Avalie a idoneidade da construtora e as condições do financiamento imobiliário.
  • Esclareça todas as suas dúvidas antes de fechar o negócio.
  • Verifique há quanto tempo a empresa existe em sua cidade e quais os imóveis que já construiu.
  • Converse com moradores que já compraram o mesmo imóvel ou residem em suas proximidades.
  • Procure saber se o imóvel está bem localizado.
  • Faça um estudo sobre as necessidades de sua família, quanto ao número de cômodos, proximidade do seu trabalho e do trabalho de sua esposa/o, verifique a disponibilidade de vagas na garagem e as condições para estacionar na rua.
  • Se você vai financiar um imóvel na planta, ou em construção, procure estar certo de que você tem condições de atender a todos os requisitos para o financiamento, prevendo todas as parcelas que deverá pagar durante a construção e após a entrega. Muitas pessoas não conseguem atender às exigências do Sistema Financeiro Habitacional depois que o apartamento é entregue e acabam por vender os direitos sobre o imóvel, desistindo da compra. Fique atento para o fato de que as construtoras não se responsabilizam pelo financiamento que será realizado após a entrega do imóvel.
  • O Sistema Financeiro Habitacional exige que as parcelas que você vai pagar mensalmente não sejam superiores a 1/3 de sua renda, individual se você é solteiro/a ou familiar se você é casado/a. Portanto, esse é um fator que dificulta o financiamento imobiliário depois que o imóvel está pronto, muitas pessoas não conseguem cumprir essa exigência.
  • Verifique também suas condições para atender as exigências quanto à comprovação de renda familiar mínima, considerada necessária para financiar o imóvel. A situação de débitos no Serasa, em nome dos que integram a renda familiar, também é verificada pelo sistema financeiro.